POA Drive-in Show: Lazer, arte e cultura em tempos de pandemia


No atual momento que estamos vivenciando, em que é exigido manter um distanciamento social por conta do coronavírus, o que para nós, enquanto seres sociais, pode ser um gerador de situações de estresse, ansiedade, entre outras emoções que podem emergir em nosso comportamento, é importante que possamos buscar alternativas para nos manter em equilíbrio. Cultivar o contato on-line com as pessoas que amamos, realizar atividades de lazer são opções que contribuem para o nosso bem estar, inclusive, na manutenção da nossa saúde mental.

A palavra da vez é reinvenção. Nesse período, novos formatos de entretenimento têm surgido, levando arte e cultura ao dia a dia das pessoas que passam a maior parte do tempo em suas casas, como pode ser observado nas diversas lives que têm embalado os momentos de isolamento, tours virtuais disponibilizados por museus do mundo todo e a volta dos antigos drive-ins.

No último sábado, fui conferir o primeiro dia do POA Drive-in Show e vou contar um pouquinho dessa experiência para vocês!

Novos formatos de entretenimento surgem no período de pandemia

O projeto POA Drive-in Show foi criado como uma forma de apoiar artistas que se encontram parados nesse momento de distanciamento social e, ao mesmo tempo, levar lazer e entretenimento às famílias de uma forma segura. Além disso, o evento garante que muitos outros profissionais mantenham-se empregados, desde funcionários de serviços gerais, equipe de montagem de instrumentos, de palco, DJs, entre outros.

Assisti o show da banda gaúcha de reggae Chimarruts e foi uma experiência incrível. Pensem em todas as emoções positivas que esse show gerou no meu dia inteirinho: acordei muito empolgada com a possibilidade de experimentar essa opção diferenciada de lazer, já que fazia três meses que não fazia algo desse tipo. Além de toda a energia positiva que a banda passou durante a apresentação. E, claro, a vontade de curtir e aproveitar cada segundo daquele show – foi bom demais!

A banda Chimarruts tocou um reggae de qualidade no palco

A experiência foi super divertida! Em alguns momentos, inclusive, me senti como se estivesse dentro de um filme de ficção científica rsrsrsrs, com os trabalhadores vestindo seus macacões de proteção brancos, luvas, máscaras e protetores faciais. Gente, alguém imaginou algum dia que fossemos viver um momento assim?

O evento estava muito bem organizado, desde o início até o fim. Ao chegar, a temperatura dos motoristas e passageiros foi medida e, então, os funcionários orientavam os motoristas quanto à localização para estacionar os carros. O público tem o dever de utilizar máscara durante todo o evento e não é permitida a saída das pessoas de dentro do veículo. Se houver necessidade de ir ao banheiro, por exemplo, o motorista deve acionar o pisca-alerta e aguardar o atendimento de um dos funcionários, que acompanha a pessoa até o local.

Durante o show, há opções de lanches que podem ser consumidos dentro dos automóveis. O cardápio pode ser acessado a partir do celular por QR Code e a compra dos mesmos pode ser realizada por ali mesmo ou pelo site no momento da aquisição do ingresso. Junto do lanche, são entregues sachês de álcool gel e sacola plástica para recolher o lixo.

O lanche que escolhi para matar a fome e alguns momentos do show da banda Chimarruts

Durante o show, o público acompanhava as músicas e as falas pelos rádios dos próprios carros, a partir de uma frequência de rádio específica (92.7), garantindo, dessa forma, a qualidade do som a todos os espectadores. A interação do público com a banda se deu por meio de sinais de pisca-alerta e das buzinas dos seus carros.

O POA Drive-in Show tem previsão de acontecer até o mês de setembro, com apresentações musicais, teatros e shows de comédia. Para conferir o calendário de eventos e garantir o seu ingresso, você pode acessar o site oficial, por meio deste link. As apresentações ocorrem aos sábados e domingos, no estacionamento da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), ao lado do Estádio Beira-Rio. A lotação máxima, por evento, é de 200 veículos.

Empolgação, alegria e satisfação resumiram a minha participação nesse evento! Curti demais o show, cantei, dancei – da maneira que pude rsrsrs – e saí com uma sensação de ter aproveitado ao máximo a noite. O que me dá a certeza de que, quando tudo isso passar, daremos muito mais valor a cada oportunidade de lazer e de convívio que teremos no nosso dia a dia. Contando os dias para a próxima!

Comentários

  1. Reinventar! Certamente essa palavra tem sido de um valor único nesse momento.
    Consigo perceber que a crise está nos olhos de quem a vê. Vamos enxergar coisas positivas e cocriar nossos sonhos, colocar em prática nossos projetos, sair, quem sabe, da zona de conforto... Passarmos a ser donos da nossa própria vida, das próprias escolhas. Muitas pessoas aproveitam esse tempo para se conhecerem e se identificarem, realizando coisas que jamais ousariam se não fossem provocados. Bons novos tempos. Eu acredito!!!
    Luisa, parabéns por compartilhar tão bela e sabiamente essa experiência através do blog. Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas