Manneken-Pis: Roteiro de onde encontrar o famoso ícone de Bruxelas



É curioso que uma das maiores atrações de Bruxelas seja a estátua de um menino fazendo xixi. Mas, se formos buscar conhecer melhor o que ele representa para a população, podemos compreender a adoração dos bruxelenses por esse "garotinho atrevido”. Para isso, o post de hoje vai percorrer o roteiro de onde encontrar o Manneken-Pis e descobrir um pouco mais de sua história, além de outras curiosidades.


A fonte do Manneken-Pis é classificada como um Monumento Histórico de Bruxelas



QUEM É O MANNEKEN-PIS?

O Manneken-Pis, na realidade, não é apenas uma estátua, mas uma fonte que, no passado, já serviu para o abastecimento de água da cidade de Bruxelas. E não somente isso, ele é uma representação da população, que se identifica fortemente com o "menino", conforme veremos a seguir.

Existem muitas estórias e lendas a respeito de como surgiu o Manneken-Pis. Entre elas, a de um menino que salvou a cidade, fazendo xixi em um pavio de pólvora que estava queimando, em um ataque de tropas inimigas que queriam assumir o controle de Bruxelas. Outra é a de um menino que teria sido amaldiçoado a permanecer fazendo xixi por séculos, depois de ter feito o mesmo na porta da casa de uma bruxa que morava naquele local, sendo salvo por um homem que o livrou da maldição, instalando uma estátua no lugar do menino. Há, ainda, a de um pai que perdeu o filho em uma celebração no centro de Bruxelas e, alguns dias depois, o encontrou, fazendo xixi, no local onde mandou construir a fonte como forma de agradecimento. As estórias contadas são muitas e essas e outras podem ser encontradas neste link.

No Museu da Cidade de Bruxelas, é possível encontrar um documento com a primeira referência à fonte, datado de 1451. O texto administrativo, referente à rede de pipas de água que abastecia as fontes de Bruxelas, menciona “o lugar onde a criança faz xixi”. Anos mais tarde, com a adoção de um sistema de distribuição de água diretamente para as residências dos moradores, as fontes, que não tinham mais razão para permanecerem em uso, foram demolidas. No entanto, pela fama que já tinha o Manneken-Pis, ele sobreviveu, se tornando apenas uma fonte ornamental.

No Museu da Cidade de Bruxelas é possível compreender o percurso histórico do Manneken-Pis


O Manneken-Pis é muito querido pelos bruxelenses, que se identificam com ele como um símbolo de sua personalidade irreverente e excêntrica, como desejam ser vistos. Ataques e críticas dirigidos a ele podem deixar a população muito ofendida. Na história, as tentativas de roubo e depredação geraram consequências severas aos acusados.

O menino tem sido o porta voz do povo de Bruxelas, utilizado em charges e nos meios de comunicação como uma forma de expressar diversos sentimentos da população como raiva, dor, e até para zombar de autoridades, de posturas mais rígidas e normas morais.

Em determinados dias do ano, em épocas de eventos ou comemorações, é possível encontrar o Manneken-Pis vestindo algum traje específico. E por falar nisso, ele possui um guarda-roupa de fazer inveja a closet de muita celebridade, rsrsrsrs. A coleção possui mais de 1000 trajes e regularmente recebe novos.

A fama da estátua é tão grande que a sua imagem pode ser encontrada em souvenirs, postais, propagandas, em chocolates com o seu formato, entre outros, em todas as lojas de lembranças no centro da cidade. Há muitos produtos criativos e bem humorados para presentear os amigos.

Mas vamos ao que interessa: o roteiro com os pontos principais onde podemos encontrar e conhecer um pouco mais sobre o Manneken-Pis. As atrações estão localizadas próximas umas das outras, permitindo que o passeio seja realizado a pé.


Mapa do roteiro onde é possível encontrar as três principais atrações do Manneken-Pis, elaborado a partir do Google Maps



A FONTE DO MANNEKEN-PIS

Localizada no centro de Bruxelas, em uma esquina entre a Rue du Chêne e Rue de l´Étuve, está a famosa fonte. O local é bem movimentado, muitas pessoas ao redor tentam observá-lo, tirar fotos, etc.

A fonte do Manneken-Pis rodeada por turistas


Quando estive lá, procurei não criar muitas expectativas, especialmente com relação ao tamanho da estátua, já que tinha lido vários comentários acerca da decepção das pessoas ao perceber que ela era muito menor do que imaginavam. E, gente, mesmo tentando ir sem expectativas, eu consegui me surpreender com a sua pequenez. A estátua mede aproximadamente 55 centímetros.

Durante o ano, é elaborado um calendário oficial com a programação das suas vestimentas, conforme eventos ou celebrações da cidade. O calendário mensal fica exposto em frente à fonte.

Atualmente, o Manneken-Pis veste trajes especiais em pelo menos 130 ocasiões por ano. Além disso, a troca das roupas é feita por um funcionário da prefeitura, nomeado oficialmente para vestir e despir a estátua.

Neste dia, pude ver o Manneken-Pis vestido de marinheiro, em comemoração ao Dia da Água de Bruxelas



GARDEROBE MANNEKENPIS

Boa parte dos trajes do Manneken-Pis pode ser vista em um museu, que fica bem próximo da fonte. O GardeRobe, ou guarda-roupa, do Manneken possui uma coleção de vestimentas já usadas por ele e outras que ele recebeu como presente.

Fachada do GardeRobe MannekenPis com grafite na primeira foto. Área interna do museu, na segunda foto.


Dentre as peças que fazem parte da coleção, há trajes representativos de diversos países e de festividades, incluindo o traje original mais antigo, oferecido a ele por Luis XV, em 1747. O Manneken-Pis possui três trajes representativos do Brasil: índio da Amazônia, plantador de café e capoeirista.

Existe um processo para que o Manneken seja presenteado com algum traje, dentro de critérios específicos. Algumas roupas com as quais ele já foi presenteado acabaram não servindo, não por um erro de tamanho, mas por não ter sido considerada a posição em que ele se encontra, já que o menino tem os pés fixos no chão e as mãos fixas no corpo, o que gerou a necessidade de um padrão para o processo de criação de suas vestimentas.

E pra sentir na pele que não é nada simples vestir o Manneken, o museu disponibiliza aos visitantes algumas peças de roupas para tentar vestir cópias da estátua. A brincadeira é bem divertida, mas pensa que é fácil?

Aprendendo a vestir o Manneken-Pis no GardeRobe. Ele não ficou uma graça com o "modelito" que escolhi?



O ORIGINAL

Após ser alvo de diversas tentativas de roubo e depredações, além de já ter sido encontrada partida em pedaços, a estátua original foi substituída por uma réplica. Atualmente, o Manneken-Pis original está mantido no Maison du Roi, o Museu da Cidade de Bruxelas, localizado na Grand Place. A estátua permaneceu no museu, ainda quebrada, por alguns anos, e em 2003, foi restaurada.

A estátua original, em bronze, está mantida no Maison du Roi, o Museu da Cidade de Bruxelas. Preste atenção no detalhe que mostra onde ele foi quebrado. 


No museu, ainda é possível conhecer alguns fatos históricos a respeito da fonte, curiosidades, observar diversos registros de charges, desenhos e momentos em que o Manneken foi utilizado como representante de sentimentos da população e de acontecimentos da cidade como no caso do atentado ocorrido em 2016, que deixou muitas vítimas em Bruxelas.

Na primeira foto, algumas imagens retratam com bom humor o cotidiano e a história da cidade. Na segunda foto, uma imagem representando a dor pelo atentado ocorrido em 2016 em Bruxelas.



Independente das lendas que remontam ao surgimento do Manneken-Pis, hoje, o significado que a estátua tem para a população, como uma forma de representar a sua identidade, seus sentimentos e desejos, fazem compreender os motivos pelo qual o garoto é tão adorado.

Depois de conhecer a sua história, poder se aproximar e se envolver com o que ele representa, se deparar com imagens dele em cada canto do centro da cidade, observar o seu rostinho simpático, acredito que, assim como eu, você também acabe se familiarizando com o "rapaz" e volte de Bruxelas com, no mínimo, um sentimento de simpatia por ele. Vale a pena conhecer melhor esse "mocinho".



Comentários

Postagens mais visitadas