São Francisco do Sul, SC: Conhecendo o Centro Histórico da Ilha Encantada


São Francisco do Sul é a terceira localidade mais antiga no Brasil e a primeira em Santa Catarina. A cidade possui um rico Centro Histórico com charmosas construções coloniais, além de praias, cachoeiras, morros, enfim, belas paisagens naturais que auxiliam na composição de seu cenário encantador. Não é por menos que é chamada de Ilha Encantada.

Parte do Centro Histórico de São Francisco do Sul e da baía da Babitonga

A ilha de São Francisco do Sul é localizada no litoral norte de Santa Catarina, a 184 km da capital Florianópolis. É possível chegar lá por via terrestre ou a partir de passeios de barco, que aportam no seu Centro Histórico. Os aeroportos mais próximos são de Joinville (55 km), Navegantes (96 km) e Curitiba (167 km).

O Centro Histórico de São Chico está localizado às margens da Baía da Babitonga e abriga o maior conjunto arquitetônico do país, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, formado por aproximadamente 400 imóveis, construídos a partir do século XVIII. A área protegida abrange o núcleo original da cidade, as paisagens que a envolvem e a orla marítima.


Nem mesmo um dia nublado esconde a beleza do Centro Histórico de São Chico


O QUE FAZER NO CENTRO HISTÓRICO?

Andar pelas ruas do Centro Histórico, observando os detalhes das construções, o seu colorido... viajar pela história de cada lugar... sentar à beira da baía, nas escadas ou nos trapiches para observar os golfinhos que nadam e brincam entre si... terminar o dia assistindo ao pôr do sol... As belezas de São Chico não passam despercebidas aos olhos de quem a visita.

Um passeio pelo Centro Histórico pode ser realizado a pé, com disposição para descobrir os cantinhos escondidos, observando os encantos que se mostram a cada esquina, seja nas construções históricas ou na natureza que está por toda parte. Essa mistura da natureza com a arquitetura local deixa São Chico ainda mais incrível.

Construções e natureza se misturam na orla da baía da Babitonga

Pelas ruas do Centro Histórico de São Chico

Para quem não quer fazer o passeio a pé, há a opção de percorrer o Centro Histórico em um trenzinho, chamado Francisquinha. Você define a maneira que melhor se adequa as suas necessidades e ao seu estilo de viagem. Bom, veremos, a seguir, alguns atrativos que você poderá encontrar em um passeio pelo Centro Histórico.

  • Baía da Babitonga: Não há como não iniciar por ela! A maior baía navegável de Santa Catarina possui 24 ilhas em toda a sua extensão. Na alta temporada, há passeios de barco que saem do trapiche do Centro Histórico para as ilhas. Fora de temporada, há alguns passeios que ocorrem aos finais de semana. É possível caminhar por toda a orla e esse é um programa tão gostoso! Mas o melhor é poder finalizar o dia, sentando nos trapiches para observar os golfinhos que aparecem para alegrar os visitantes, sejam crianças ou adultos.

À noite, o Centro Histórico e a baía da Babitonga se iluminam

  • Mercado Público: Inaugurado em 1900, foi o principal centro de comercialização de produtos agrícolas e artesanais de São Chico. O mercado é pequeno e, mesmo tendo passado por uma revitalização, achei que carece de maiores cuidados. Atualmente, possui bancas com produtos diversos, alimentação e artesanato local.

Mercado Público de São Chico

  • Museu Nacional do Mar: O museu conta a história da navegação e da relação do homem com o mar. Seu acervo, composto pelos mais variados tipos de embarcações brasileiras e instrumentos utilizados em navegações, é tombado por Lei Federal desde 2010. Há uma sala dedicada ao navegador Amyr Klink, um dos mentores do surgimento do museu. O primeiro barco que o navegador recebeu de um tio, ainda na infância, na cidade de Paraty, se encontra lá e, ainda, uma réplica do barco IAT, com o qual cruzou o Atlântico Sul, em 1984. Vale a pena conhecer!

Fachada do Museu Nacional do Mar

Sala com exposição de peças de modelismo e artesanato naval

  • Parque Ecológico Prefeito Celso Amorim Salazar Pessoa: Localizado no Morro do Hospício, possui uma trilha e mirantes. A partir deles, é possível realizar a observação de aves e da natureza, além de apreciar a vista para a cidade, o porto e a baía da Babitonga. No final do trajeto, estão ruínas da capela São José, construída no século XVII. O acesso ao parque é feito pela biblioteca.

A cidade vista de um dos mirantes do Parque Ecológico

  • Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça e Museu de Arte Sacra: A igreja foi construída com pedras, argamassa feita de areia, conchas e óleo de baleia, sendo finalizada no ano de 1665. Antigamente, sob o assoalho, eram enterradas personalidades importantes da cidade, quando, em 1900 não foram mais permitidos. Anexo à igreja está o Museu de Arte Sacra. O mesmo possui um acervo de 800 peças, voltado para a preservação, pesquisa e exposição de objetos relacionados à arte sacra.

Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça

  • Museu Histórico: Está localizado em uma construção que já serviu como câmara e cadeia pública. As celas viraram salas com objetos que contam a história da cidade e mantém viva a cultura local, por meio de utensílios, documentos, entre outros artefatos. Uma visita interessante para fazer!

O Museu Histórico Municipal foi construído onde, antigamente, funcionava uma cadeia pública


E QUANDO BATER AQUELA FOME?

O Centro Histórico reúne diversas opções gastronômicas para o visitante. Deixo aqui algumas sugestões de lugares que experimentei e aprovei!

  • Deck 20 Chopp & Cozinha: O restaurante serve frutos do mar, petiscos, opções de hambúrgueres etc. Possui uma área externa com vista para a baía da Babitonga, que proporciona observar as embarcações, o nado dos golfinhos – inclusive, eles nos divertiram durante o nosso almoço. A escolha para o almoço foi um Mix de Frutos do Mar que estava maravilhoso e muito bem servido. O congrio branco servido no mix estava divino. Gente, só de lembrar me deu água na boca aqui.

Almoço no Deck 20 Chopp & Cozinha

  • Restaurante Portela: Serve frutos do mar, massas, carnes, pizzas, petiscos. A comida estava bem gostosa, experimentamos um peixe ao molho de camarão, champignon e alcaparras. O restaurante está localizado à beira da baía da Babitonga em um casarão antigo, que harmoniza com os demais a sua volta. De lá, você tem a vista para a baía e para algumas construções históricas.
  • São Francisco Panificadora: Um bom lugar para um final de tarde. Os cafés e lanches em si não surpreenderam tanto, mas é um lugar agradável, com um espaço externo onde você pode sentar e curtir a vista da baía e de alguns prédios históricos como o Mercado Público.
  • Emporium do Açaí: Escondidinha entre algumas construções históricas, é uma boa pedida para fazer uma pausa e recuperar as energias para seguir seu passeio. Há mesas dispostas na calçada, onde você pode desfrutar o seu açaí ou sorvete e, ainda, apreciar a arquitetura da região.

Como você conferiu por aqui, São Francisco do Sul possui uma infinidade de atrativos para o visitante. A cidade também é destino de ecoturismo e turismo de aventura, com a possibilidade de prática de esportes radicais, rapel, paraquedismo, trilhas, entre outros. Além disso, sedia diversos eventos e festas durante o ano como o Festival Gastronômico, a Festa das Tradições da Ilha - Festilha, etc. Tem passeios culturais e praias para todos os gostos.

Visitar São Chico é uma experiência que envolve e contagia o visitante, a cada passo, a cada encontro com os aspectos históricos, a cada contato com a natureza. Um lugar que me deixou com vontade de voltar. A Ilha Encantada vai fazer você se apaixonar!

Comentários

  1. Realmente lugar encantador! Para todos os gostos! 👏👏👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa ilha é demais! Ainda quero voltar para explorar mais as praias e trilhas. 😍

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas