Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo em São Paulo

Quando decidi que São Paulo seria o meu próximo destino, a minha intenção principal era participar da Festa das Cerejeiras. Tenho muita curiosidade de conhecer o Japão no período de floração das cerejeiras, sempre acho lindas as imagens que vejo dessa temporada e a possibilidade de presenciar um pouquinho disso tão próximo de mim, me fez voar até a capital paulista.

No Brasil, reside o maior número de imigrantes japoneses e descendentes do mundo. A maioria deles vive no estado de São Paulo e continua mantendo os seus costumes, incluindo a apreciação das flores de cerejeiras.


A cerejeira é a árvore símbolo do Japão e a marca da comunidade nipônica que vive no bairro de Itaquera

A Festa das Cerejeiras acontece todos os anos entre os meses de julho e agosto – época de floração dessas árvores no Brasil. O evento ocorre no Parque do Carmo, localizado no bairro de Itaquera, zona leste de São Paulo. É o segundo maior parque da capital paulista e possui um bosque com mais de 4 mil cerejeiras, sendo este o maior bosque de cerejeiras das Américas. Nessa época, as cerejeiras floridas, em seus diversos tons de rosa, dão um ar gracioso e delicado ao local.



O Parque do Carmo fica lindo tomado pelos tons de rosa das flores das cerejeiras

São três dias de festa, já que a duração da florada dura apenas alguns dias e, nesse período, são realizadas diversas atividades relacionadas à cultura japonesa. O principal objetivo da festa é praticar o Hanami, ou seja, a contemplação da floração das cerejeiras. As pessoas vão até o parque, levando esteiras, cangas ou cadeiras de praia, fazem piqueniques e ficam algum tempo observando e admirando as cerejeiras em flor.

No dia em que estive lá, estava chovendo e não consegui sentar para praticar a contemplação. Assim mesmo, pude caminhar em meio às cerejeiras e apreciar as belezas que a natureza proporciona.

Diz a lenda que, durante o Hanami, se uma pétala de flor de cerejeira cair em seu chá, você terá muita sorte

Há outras atrações na festa como praça de alimentação com diversas especialidades da culinária japonesa, artesanato, além de apresentações artísticas como teatro, música e dança. Muitos visitantes entram no clima da festa, utilizando trajes típicos dos personagens de mangás – aquelas histórias em quadrinhos japonesas – ou peças de vestuário que remetem à cultura nipônica, o que dá à festa um clima ainda mais oriental.

Barracas com pratos típicos da culinária japonesa e artesanatos

Como o parque é grande, há vans que fazem o trajeto do portão de entrada (portão 3) até o bosque de cerejeiras. Elas fazem o retorno também. Como cheguei no final da tarde, só consegui pegar o transporte de ida. Mas vale a pena fazer o caminho de retorno a pé, saindo por algum dos outros portões, pois você poderá conhecer as diversas belezas que o parque oferece.


O Parque do Carmo é o segundo maior de São Paulo, com 1,5 milhão de m²

Um passeio que permite que você aprecie um evento lindo da natureza. E que dura tão pouco tempo... o que faz refletir sobre o quanto devemos aproveitar os momentos da vida, pois estes são passageiros, assim como as flores de cerejeiras. Sempre que estou em contato com a natureza percebo o quão sábia ela é e que tem muito a nos ensinar.

O Parque do Carmo fica na Av. Osvaldo Pucci, s/nº, Itaquera, São Paulo. Há estacionamento no local e transporte público que faz o percurso da estação de metrô Corinthians/Itaquera até o parque. A entrada na Festa das Cerejeiras e no parque é gratuita. Vale a pena conferir!

Comentários

  1. Esse mundão de Deus é lindo mesmo! Amei as dicas e as fotos! Que vontade de viajar! 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Põe o pé na estrada então, Cris! Temos tantos lugares lindos pra conhecer e tão próximos de nós. Que legal que gostou, espero que curta as próximas dicas do blog também. 😘

      Excluir
  2. Respostas
    1. Que lugar lindo, ainda mais acompanhado das tuas impressões, amiga!

      Excluir
    2. Obrigada pela visita, meninas! Fico muito feliz que tenham gostado. 😊

      Excluir
  3. Que lindo Luisa, não sabia da história da cerejeira, plantamos um pé aqui em casa esse ano, to loca que floresça logo. Também gostaria de conhecer o Japão.👏👏👏😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Vamos praticar o hanami na sua casa nos próximos anos. E, quem sabe, combinamos essa trip pro Japão, que tal?

      Excluir
  4. Oiii Lu parabéns!!
    Adoreiii😘😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca, que bom te ver por aqui! Obrigada pela visita. 😘

      Excluir
  5. Quanta delicadeza nessa floração! Adorei saber um pouco mais sobre a cultura japonesa no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo muito lindo!! Que bom que gostou. Volte sempre!

      Excluir
  6. Lindo demais! Essa floração é deslumbrante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a natureza nos oferece inúmeras belezas. Obrigada pela visita!!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas